5º Ano

O limpa-palavras e outros poemas

imagem76

Uma  nova colectânea de poemas do autor de O Reino Perdido para leitores de todas as idades. Um homem que recolhe palavras durante a noite e trata delas durante o dia: o limpa-palavras. A palavra obrigado agradece-lhe. A palavra brisa refresca-o. A palavra solidão faz-lhe companhia. Um guarda-redes míope que confunde a realidade com a sua imaginação. Não vê o jogo, mas pode imaginá-lo. Melhor do que saber o que está a acontecer é saber o que poderia ter acontecido? Uma série de portas sem as quais nada acontecia. Um sorriso abre-as. Uma palavra também, se for uma palavra-chave. E mais, muito mais…

A Cavalo no Tempo

imagem77Uma série de poemas para os adolescentes lerem, admirarem o ritmo e pensarem nos temas abordados.
Com risos e ritmos, Luísa Ducla Soares ensina a pensar. O nonsense como forma de dar a ver os desacertos do mundo: o racismo, a guerra, a solidão, a violência. Fio condutor desta guirlanda de poemas: o tempo – os tempos de agora, os tempos antigos, o tempo do relógio…

A Vida Mágica da Sementinha

imagem79Quando a noite chegou, a nossa amiga Sementinha procurou um torrãozinho de terra, deitando nele a cabeça para adormecer. E sonhou com o rouxinol vagabundo, a cantarolar para lhe trazer o sono, enquanto os dois chapins azuis a embalavam na teia doirada da aranha, depois vinham mais pássaros, todos os que vira no ensaio do bosque, e que traziam no bico o Amarelo de Barba Preta, o Serrano, o Rubião, o Mocho de Espiga Branca e os outros seus companheiros bagos de trigo. Acompanhando as aventuras da Sementinha, é a fascinante história do trigo que Alves Redol conta às crianças.

O Príncipe Nabo 

imagem80A hesitação entre dois universos, testemunhados quer pela presença de dois grupos distintos de personagens, quer pela referência a dois espaços antitéticos, o dos “pobres” e o dos “ricos”, representa a linha temática orientadora desta peça. Esta é uma obra em que a auto-aprendizagem “daquilo que realmente conta na vida” surge ficcionalizada não raras vezes através dos três tipos de cómico, o de linguagem, o de situação e o de carácter. Ler mais…
Um livro escrito por Ilse Losa e ilustrado por Manuela Bacelar.

Lendas de Portugal

A lenda do milagre das rosas

imagem81Este milagre atribuído à Rainha Santa Isabel faz parte do imaginário português. Reza a lenda que o seu marido, D. Dinis (o mesmo das poesias provençais), apanhou a  sua mulher de surpresa ao sair de casa com pães escondidos no regaço para levar aos pobres. Contrariado, indaga a Rainha Isabel sobre o que levava, esta respondeu rosas. “Rosas em janeiro? –  pediu para as mostrar. Ao abrir o regaço, os pães tinham-se realmente transformado em rosas.

A lenda da Batalha de Ourique

imagem82Muito se tem falado, discutido e escrito sobre o já famoso milagre de Ourique. Porém, a nós, interessa-nos apenas o verdadeiro aspecto lendário de cada história — aquele meio-termo que se situa sempre entre a realidade e o sonho, entre o natural e o sobrenatural, entre a banalidade das coisas correntes e a poesia das coisas raras. Por essa razão, voltando as costas às polémicas acesas em torno do caso, vamos contar aqui apenas a lenda — sem dúvida uma das mais belas lendas de Portugal. Ler mais…

A lenda da Serra da Estrela

imagem84Contava a lenda que havia um rei ao qual chegou a notícia de que todas as noites um pastor do alto da serra conversava com uma estrela.
O rei mandou logo chamar o pastor e ordenou-lhe que lhe desse a sua estrela, prometendo em troca dar-lhe muitas riquezas e muitos dos seus bens. Ler mais…

Lenda da Senhora da Nazaré

imagem86

D. Fuas Roupinho monta e galopa pelo campo, quando vê de repente passar junto de si um vulto negro e estranho… É um veado! — pensa ele… Um veado, com certeza!
Sente-se feliz. Não poderia começar melhor a sua caçada. Para mais, um veado como nunca vira em toda a sua vida. Esporeia mais o cavalo. Não pode perder presa de tanto valor… Como num desafio, o veado torna a passar junto dele. Uma vez. Duas vezes. D. Fuas Roupinho sente irromper todo o seu brio. Pois um herói como ele, um homem habituado aos combates mais árduos, vai perder uma tão formidável peça de caça? Nunca! Ler mais…

Lenda das Amendoeiras em Flor

imagem87Pois era uma vez, há muitos e muitos séculos, antes de Portugal ter nascido para a história do mundo… Então, ainda o Al-Gharb pertencia completamente aos Árabes ou Mouros (como nós lhe chamamos, por terem vindo da Mauritânia) e possuía a sua zona de maior importância na região de Al-Faghar, cuja capital era a sumptuosa e remota Chelb, a cidade de Silves… Ler mais…

Contos e Lendas de Portugal e do Mundo

imagem88Eis uma mão-cheia de contos e lendas de Portugal e de outras regiões do Mundo: de Angola, Moçambique, Timor, Espanha, França, Alemanha, do povo cigano e até do mundo árabe. Histórias para ler, reler e contar. Um nunca acabar de modos de encantar, de ter graça, de emocionar e de transmitir ensinamentos.
Seleção, adaptação e reconto de João Pedro Mésseder e Isabel Ramalhete
Ilustrações de Fátima Afonso

A Fada Oriana

imagem89Dizia Sophia que as fadas são seres da natureza. Queria com isto lembrar que elas nascem da nossa capacidade de atribuir vida, vontade e intenções ao mundo da natureza.
Em A Fada Oriana, encontramos o dom da protecção sobre os seres mais frágeis que vivem numa floresta, encontramos as tão humanas oscilações entre a solidariedade, o sentido da responsabilidade e o egoísmo e a vaidade. Encontramos, como é próprio de muitos contos tradicionais e para a infância, as peripécias de uma luta entre o bem e o mal.

O Rapaz de Bronze

imagem90Num jardim maravilhoso, existe uma estátua que, à noite, se enche de vida e reina sobre todas as plantas, com justiça e sensatez.
Florinda vai conhecer o Rapaz de Bronze e viver uma dessas noites mágicas em que a verdadeira natureza dos seres se revela.
Um dos clássicos de literatura infantil da poetisa Sophia de Mello Breyner Andersen.

O pássaro da cabeça 

imagem91

O Pássaro da Cabeça reúne diversos poemas infantis de Manuel António Pina,  incluindo alguns publicados em outros livros seus, como Gigões & Anantes e O Têpluquê e Outras Histórias.
Cabem nestes poemas pássaros da cabeça, do coração e da imaginação, sopas que devem ser lidas, ioiôs que andam ao contrário do que a nossa mão manda e criaturas misteriosas e muito grandes, chamadas gigões e anantes. Ler mais…

Fábulas de la Fontaine

imagem92

Jean de La Fontaine foi um poeta e fabulista francês.
Neste livro encontramos algumas das mais (e menos) conhecidas fábulas que Jean de La Fontaine escreveu no século XVII e que se tornaram famosas e contadas em todo o mundo. As personagens principais são animais com características e comportamentos humanos e as fábulas contam sempre uma moral (ou verdade) sobre o Homem.

Fábulas de Esopo

imagem93

Esopo foi um fabulista e contador de histórias grego que viveu por volta do século VI a.C. Personagem quase mítico, sabe-se que foi um escravo libertado pelo seu último senhor.
Esopo, incontornável contador de fábulas, vê aqui a sua obra recontada pela linguagem viva e atual de António Mota.
Fábulas de Esopo – As aventuras do menino travesso.

A Viúva e o Papagaio

imagem94Este conto esconde outra grande história. A história de Quentin Bell e do seu irmão, os sobrinhos de Virginia Woolf e do jornal que faziam todos os dias para a família, quando Quentin tinha doze ou treze anos. Um jornal que incluía ilustrações, reportagens, entrevistas e uma enorme quantidade de artigos, quase como um verdadeiro jornal. Anos mais tarde, Quentin descreveria as visitas da sua tia Virginia como «uma cálida brisa vinda de sudoeste, que nos enchia de uma espécie de espantosa energia». Ler mais…

Uma resposta a 5º Ano

  1. Inês Costa diz:

    Eu adorei a Viúva e o Papagaio.
    Lemos-o todos na sala , e até foi divertido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s