3º Ano

A Arca do Tesouro

imagem51Uma história sobre a infância que se insurge contra o mundo dos adultos e esta coisa dos “relógios a mandar em toda a gente”.

Alice Vieira, conhecida sobretudo pela escrita para crianças e adolescentes, tem mantido uma criação literária regular, ora explorando temáticas muito próximas das vivências das crianças e dos jovens, ora fazendo incursões na literatura oral do nosso património tradicional.
Este texto de Alice Vieira, serviu de base para a obra original Um Pequeno conto musical de Eurico Carrapatoso.

O senhor do seu nariz

imagem52Um conjunto de cinco contos encantadores e divertidos, que também nos deixam a pensar. Há a história de um rapaz condenado a carregar desde a nascença um nariz do tamanho de um chouriço e que, aos poucos, transforma a sua desgraça em graça. Há também a história de quatro ladrões que são enganados por uma luz esverdeada que lhes falava ao ouvido. E a história de Pedro e Inês, que se queriam bem, mas se desencontraram durante a vida inteira (e na outra também). Ler mais …

Trinta por Uma Linha

imagem53Neste livro da autoria de António Torrado reúnem-se trinta contos pequenos, muito divertidos, muito engraçados. Desde a Aldinha que gosta tanto da escola que decide ensinar as formigas a ler; A gota de água que não quer cair em qualquer lugar; A bolacha Maria que não queria ser simplesmente Maria, queria ter mais nomes próprios e apelidos, e muito mais. As histórias são ligadas por uma linha que, desde a capa à contracapa passa por todas as páginas do livro, faz nós e corrupios, brinca com as histórias, entra nelas e estrutura toda a ilustração de Cristina Malaquias.

O mercador de coisa nenhuma

imagem55Este livro apresenta contos com marcas da oralidade, ora inspirados na herança da sabedoria antiga, ora recortados do cotidiano. ‘O mercador de coisa nenhuma’ narra a vida do filho de um comerciante de tapetes pouco interessado em dar continuidade ao negócio da família que, desafiado pelo pai, se lança à sorte de se tornar rico. Racib vendeu gotas d’água, grãos de areia, mas ficou rico mesmo vendendo os seus sonhos. O bom gigante da cidade, O jardim vulgar e o ciclista não muito…, Um tostão para Santo António, As sombras chinesas, Um relógio diferente dos outros e Coincidências são os outros contos que compõem esse livro do escritor português, António Torrado.

Contos para a infância

imagem56Livros simples! Nada mais complexo. Não são os eruditos gelados que os escrevem; são as almas intuitivas que os adivinham.
Este livro, em parte, está nesse caso. Reuni para ele tudo o que vi de mais singelo, mais gracioso e mais humano. É um ramo de flores, mas não de flores extravagantes, com coloridos insensatos e aromas venenosos e diabólicos. Para o compor não andei por estufas; andei pelos campos, pelas sebes frescas e orvalhadas, pelos trigais maduros onde riem as papoilas, pelas encostas vestidas de pâmpanos, e pelos arvoredos viçosos e fragrantes, cobertos de frutos, mosqueados de sol e estrelados de ninhos.” 
Contos para a Infância (eBook) de Guerra Junqueiro

Queres Ouvir? Eu conto

imagem58Nesta obra encontramos, segundo as palavras da própria autora, «histórias para maiores e mais pequenos se entreterem». São histórias curtas, cheias de humor e ação, para ler ou ouvir contar, que valorizam o diálogo ou a oralidade e que criam mundos maravilhosos e encantatórios que vão ao encontro da expetativa do público infantil, o seu destinatário preferencial. Ler mais…

Robertices

imagem57Como escreve Luísa Dacosta nas primeiras páginas, “Robertices” pretende recordar a tradição popular dos espectáculos de rua com os toscos robertos que tanto maravilharam crianças e adultos “no tempo em que havia tempo para ter tempo e um dia sem escola podia ser uma eternidade” (p.13). Ler mais…

Para conhecer um pouco melhor a autora do livro, Luísa Dacosta.

Poemas da Mentira e da Verdade

imagem59Os Poemas da Mentira e da Verdade são dois olhares simultâneos sobre a realidade. O da imaginação, da fantasia, do “nonsense” e o da seriedade, da objectividade, do espírito crítico. Num e noutro perpassa um humor muito característico da autora. Dedicados a crianças avessas à leitura e particularmente à poesia, este livro cativá-las-á pela irreverência, pelo jogo de palavras, pela cumplicidade com o mundo das crianças. Revela-se, na opinião de muitos professores, como um excelente recurso para os miúdos que não lêem.

A Cor das Vogais

imagem60Nesta colectânea, coligem-se dezoito poemas, predominantemente breves e, muitas vezes, em quadras rimadas, que colocam com frequência em primeiro plano diversos elementos pertencentes à natureza, nomeadamente aves, árvores ou flores. A coloração específica destes poemas nasce também da sensível mestria com que o poeta sabe aliar as mais ínfimas coisas resgatadas da realidade (regra geral, natural) ou do quotidiano a um universo de afectos, imprimindo, não raras vezes, uma certa narratividade ao discurso. Ler mais…

As Fadas Verdes

imagem61O silêncio das florestas verdejantes esconde seres de muitas cores, formas e feitios, que nascem da terra e se alimentam de sol e água: são as fadas verdes. Não é difícil vê-las e também tu conheces com certeza muitos desses seres especiais – tangerinas, jacarandás, árvores, borboletas, garças e muitos outros – que todos os dias nos oferecem a sua beleza (alguns até tratam do ar que respiramos) e não pedem nada em troca.

Contos de Perrault

imagem62Do livro Contos de Perrault (Éditions Garnier, Paris), cujos contos coligidos do original por Gilbert Rouger nos dão a verdadeira e primitiva forma em que Charles Perrault (1628 – 1703) os escreveu, foi feita esta tradução de 6 contos, selecionados livremente por Maria Alberta Menéres, a saber: O Capuchinho Vermelho, O Barba Azul, O Mestre Gato ou O Gato das Botas, As Fadas, A Gata-Borralheira, ou o Sapatinho de Cristal e Riquet do Penacho.

As Aventuras de Pinóquio 

PinóquioClássico inaugural da moderna literatura para crianças e jovens, objecto de inúmeras adaptações, continua a a surpreender pela riqueza da sua imaginação. Edição integral, com tradução de José Colaço Barreiros e belíssimas ilustrações originais de Manuela Bacelar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s