Escritores SL

Ano letivo 2015-2016

As três porquinhas

As três porquinhasUma tarde, três porquinhas decidiram fazer três salões de beleza.
A primeira fez um salão de palha, a segunda fez um de madeira e a terceira fez um salão de tijolos.
Os três salões fizeram muito sucesso na cidade, tanto, que trabalhavam de noite e de dia para ver qual tinha mais sucesso.
Certa noite, apareceu uma loba muito feia no salão de palha: ela queria ficar mais bonita. Ler mais…

Tiago M. – 8º A

lápis

Os três lobitos e o porco mau

Os três lobitos      Eram três vezes três lobitos que gostavam de ajudar os amigos. Um dia, os três lobitos estavam com muita fome e foram ao grande Porcafé que era onde o porquinho trabalhava. Eles comeram muito e fizeram amizade com o porquinho, mas o patrão dele, que se chamava porco mau, não queria que ele estivesse com amigos durante o trabalho. Ler mais…

                                                                                                                   André C. – 8ºBlápisA Feiticerela

Feiticerela      Era uma vez uma menina muito feia e triste que se chamava Feiticerela e que tinha inveja das suas meias irmãs serem bonitas e mais amadas do que ela. Um dia, zangada pela vida que tinha, decidiu trancá-las na masmorra da torre e, para a sua madrasta não desconfiar e não se lembrar que tinha duas filhas, enfeitiçou-a.
Passado um tempo, a madrasta foi dar uma volta e encontrou duas raparigas aprisionadas na torre. Ler mais…

Mariana S.,  8.ª A

lápisAno letivo 2014-2015

A Poluição Marinha

poluiçãoTodos os portugueses reconhecem que o mar foi muito importante para o engrandecimento do Império Português, entretanto, esse património não é respeitado por todos. Apesar de hoje em dia não haver tantos navegadores e usar-se mais aviões que navios, o mar, os rios e até os lagos nunca deixarão de ser importantes e precisam de ser preservados.
A poluição marítima é responsável pela morte de inúmeros animais marinhos todos os anos. Mas quem não se importa com a morte desses animais deve importar-se com o facto de que a poluição marinha também afeta as pessoas. Ler mais…
Amanda T. 9º D

lápis

poluição1A poluição marítima é cada vez mais um problema mundial grave, pois em muitos países a poluição marítima associada à pesca excessiva levou o nível de peixes disponíveis para pesca ao limite ou baixo dele, em alguns casos.
De forma que, não devemos deitar lixo para a água, porque a maioria dos animais confunde o nosso lixo com alimento e morre com falta de ar, por problemas na digestão, ou ainda por outros motivos. As fábricas deviam receber penas muito elevadas, caso seja descoberto que estas libertam os seus resíduos nas águas, pois derrames de materiais industriais ou de petroleiros na água matam enormes quantidades de animais. Ler mais…
Diogo P. 9º D

lápis

poluição2Atualmente, tem-se assistido a um aumento da poluição marítima devido ao aumento da indústria pesqueira. Os navios poluem as águas e as grandes cidades libertam os seus detritos no mar. A exploração de petróleo em mar alto contribui também para este grave problema.
Estas situações levam a um esgotamento das espécies marítimas. Com o progressivo aumento da população mundial, tornar-se-á cada vez mais difícil assegurar alimento para todos. O facto das grandes, ou até das pequenas, cidades libertarem no mar o seu lixo contamina as águas e pode provocar problemas de saúde nos peixes. Ler mais…
Jerónimo C. 9º D

lápis

A Imagem

imagem1Todos nós sabemos que a comunicação social nos dias que correm é de extrema importância e essencial para a nossa vida, no entanto, e, principalmente, através da televisão, às vezes, vemos e ouvimos coisas de extrema violência. Ler mais…
Mariana, nº13 – 9º D

lápis
imagem2Estamos a viver uma era tecnológica. Quase todas as pessoas têm acesso às novas tecnologias e a maioria das pessoas usam-nas diariamente. Com o crescimento das telecomunicações, do uso da Internet por pessoas cada vez mais jovens, aumenta a necessidade de cautela e filtração do que devia e não devia ser exposto nos media sociais. Ler mais…
Amanda, nº1 – 9º D

lápis

imagem3A comunicação social é o melhor meio de comunicação que nos fornece informação sobre a sociedade do século XXI. Na comunicação social, destacam-se a TV, os jornais e a rádio que são os principais meios de difusão. A violência é muito transmitida nestes meios de difusão. Apesar disso, devemos ouvir e ver estas notícias para evitar que voltem a acontecer. Ler mais…
Pedro, nº16 – 9º D

lápis

Ano letivo 2013-2014

Anjo da Guarda

Pshiu, cala-te, não precisas dizer mais nada, já percebi tudo, consigo ver a tristeza imensa por detrás dos teus olhos. Eles, realmente, estão mais profundos do que nunca… Escondem a confusão que vai no teu coração e na tua cabeça…E o teu sorriso, ele nunca foi tão falso, as sombras que deixa, ao invés do brilho… O que se passa? Estás a tremer, as tuas mãos parecem estar aflitas…
Não sei o que se passa, mas acho que algo está mal, vamos lá, vamos transformar a escuridão por detrás dos teus olhos em cor, as sombras do teu sorriso em brilho, porque ele é lindo, quando se torna verdadeiro… Oh, não precisas de chorar, enxuga as lágrimas, pára de tremer, quem tem de tremer são as pessoas que te atingem todos os dias… És a mulher mais corajosa que conheço, por tudo o que enfrentas.
Vamos fazer um acordo, esquece tudo e vamos sonhar o meu sonho. Toma, fica com as minhas “asas” e sonha tão alto quanto eu sonho. Ah, e fica com o meu coração, sei que vais cuidar dele, como nunca ninguém cuidou. Afinal, esse era o meu sonho, quer dizer, estou errado, agora é o nosso sonho, pois tu tens as minhas asas. Vou cuidar de ti! Promete-me que vais ser o meu… Anjo da Guarda.
Francisco L., 9º B

Se eu fosse…

imagem1Hoje acordei e… era um piano, um majestoso piano clássico feito de madeira. Mas não de uma madeira qualquer, não! Pois tenho um porte nobre e fico bem em todo o lado: nas salas espelhadas de um palácio, num salão acolchoado de veludos num hotel, no palco… A minha presença é notável aos olhos de quem me vê e aos ouvidos de quem ouve as minhas notas.
Tenho teclas brancas de marfim entremeadas de teclas pretas. Assim, até parece que visto a rigor, como o traje de gala do pianista que me acompanha.
Estou sempre presente nas galas e nos concertos, até mesmo em atos religiosos.
Sou a alegria de quem me toca, do público que transporto com as minhas notas cheias de vida e de harmonia, criando melodias inesquecíveis.

Texto de Mª Helena C., 5º D

O Outono

IMAGEM11Miguel Outono tem um ar doce, calmo e melancólico, a dizer-nos que está a chegar o outono.
De faces rosadas, as suas maçãs do rosto parecem duas romãs, os olhos são tão pretos, de um preto azulado e profundo como as asas dos corvos, os seus cabelos grossos e encrespados como a trepadeira à procura do sol são de uma cor acastanhada, amarelada, com reflexos quase dourados, dependendo de como o sol incide neles.
Miguel veste-se como a natureza, com cores outonais. Gosta de amarelo, mas só se for com várias tonalidades, tal qual as folhas a cair das árvores, que avisam da sua chegada.
Os seus braços mexem-se lentamente ao ritmo da brisa. Usa um chapéu que o cobre dos últimos raios de sol, que por vezes ainda são bem quentinhos e aquecem os seus sapatos de cortiça. Quase que se sentem os odores das castanhas assadas e o cheiro da lenha a queimar. Noutros dias, o chapéu de abas largas também lhe serve para o abrigar das brisas frescas e dos chuviscos que começam a cair.
Que figura tão doce que nos alerta para os dias que vão ficando mais pequenos e os serões bem maiores, para bebermos chocolate quente e comermos churros deliciosos.

Pedro Lázaro, 5º D

O Zé Outono vestia-se com uma túnica coberta de folhas castanhas, laranja e amarelas e com frutos secos da época. Tinha olhos cor de cobre e os longos cabelos de tons ruivos-acobreados. No seu ombro, um esquilo maroto comia alegremente uma bolota, fazendo estalar a casca daquele fruto.

Inês Silva, 5º D

Ano letivo 2012-2013

Os Afetos

Os afetos são muitos!
Todos nós temos diferentes tipos de afetos e até os animais se ligam muito às pessoas com quem convivem. Ler mais…
                                                                        Maria Gabriel N., 5ºE

afeto

A Poluição

Na nossa cidade, como na generalidade das outras cidades, há muita poluição porque as pessoas utilizam mais os carros que poluem, em vez das bicicletas que não poluem e ajudam a praticar desporto.
Eu também poluo a cidade, mas também tento estar alerta para poder poluir cada vez menos. E o que é que podemos fazer para poluir menos? Aqui ficam algumas indicações que podemos seguir e que poderão ajudar:
– Não deitar lixo para o chão;
– Andar a pé, sempre que possível;
– Cuidar dos espaços verdes;
– Cuidar da natureza, protegendo-a e preservando-a.
Na nossa cidade há muitos fatores de poluição que a tornam cidade menos rica e com ar poluído. Não podemos resolver tudo o que está mal, mas podemos de certeza dar o nosso contributo. E se o fizermos já estamos a colaborar com o ambiente.
Guilherme, nº6 5ºA

A solidariedade

Procuro ser solidário e gosto de ajudar as pessoas com dificuldades, mas em especial nesta altura do Natal, pois todas as pessoas gostam de ter a mesa recheada de comida e pelo menos um presente. É aí que eu gosto de ajudar.
O meu Natal tem sido sempre muito bom e recheado, mas incomoda-me pensar que algumas famílias não têm o mínimo para comer.
Por isso gostaria de deixar um apelo a todas as pessoas que têm possibilidade de ajudar para contribuírem para que os mais carenciados possam, ao menos nesta altura, sentir o conforto de uma refeição quente ou de alguns alimentos que habitualmente não têm.
Luís Pedro, 5º A

Recolha de alimentos

Mas será que é algo inconsciente ou é teimosia de querer acreditar num mundo que não existe?
Será um defeito? Será uma qualidade? Não sei, mas sei que não pode ser algo positivo.
Para que serve enganarmo-nos a nós próprios? As pessoas insistem em sonhos mas esquecem-se que depois têm que acordar……. Às vezes até sabem que era só um sonho mas inconscientemente estão à espera que se realize….. daí as desilusões com pessoas com quem até o “mundo inteiro” está ligado! As ilusões são as responsáveis pela pergunta tantas vezes feita….. “PORQUÊ?” São elas que nos fazem tantas vezes questionar a realidade. Como pode haver pessoas que conseguem fazer criar uma coisa tão “controladora” como as ilusões?
Há pessoas que pura e simplesmente nos fazem acreditar num mundo à parte…… e nós ??? Nós nem damos conta…. Enfim, nós vamos sempre ter de aprender a distinguir esses dois mundos: “Real” e “Irreal” porque faz parte da vida queiramos ou não, teimosos ou não… é mesmo o melhor a fazer…
Patrícia
9º B – nº 20

Imperceptível
Eu não sei explicar, é que… eu também não sei, não sei se há algum objectivo ou se simplesmente é para me baralhar … Deixar – me confusa? Talvez seja a única coisa que tenho a certeza, não sei o que fazer e também ninguém me diz, talvez porque nenhum deles sabe sequer a pergunta certa a fazer para depois obter a resposta.
Coisas sem sentido talvez só existam na cabeça das pessoas para as preocupar, mas para quê a preocupação? Quem a terá inventado? Tantas perguntas que posso fazer e tão poucas respostas para dar.
Mas eu sei de onde tudo vem! … Sei quem tem a culpa! Somos simplesmente todos nós, porque inventamos tantas perguntas se sabemos que não há resposta? Era mais fácil se cada um tivesse apenas as suas preocupações mas elas são tão fortes que mesmo não querendo, todas se misturam, fazer o quê? … Ups e já tinha feito esta pergunta no papel, posso não a repetir aqui, mas na minha cabeça … as mesmas se repetem a toda a hora, até quando durmo (isto quando o consigo fazer)…
Sei que a desilusão está relacionada, mas é mais que isso, muito mais.
Mas a verdade é que a maior parte das pessoas nem sabem o que é a desilusão, não têm consciência disso… e esse simples facto desilude quem a tem……..
Patrícia
9º B – nº 20

A  Amizade

 A amizade, palavra com muito significado mas para algumas e alguns muito ignorado.
Ter amizade por alguém, significa não gozar com essa pessoas mas sim respeitá-la, dar-lhe carinho, defendê-la, ouvi-la e ajudá-la.
Devemos fazer tudo isto, mas não só nos bons momentos como também nos maus e é nestes momentos de medo e de angústia, que vemos quem são os nossos amigos.
Todos os humanos precisam de ter amigos, mas amigos de verdade. Quando temos amigos há alegria porque temos alguém em quem confiar os nossos maiores segredos. Um amigo é uma coisa boa por isso aqui deixo o meu apelo, ser amigo, é dar sem pedir nada em troca.

Sara Nº19 8ºA

Minha avó Maria

A minha avó Maria nasceu em 1940. Sempre humilde e lutadora em tudo o que fazia era, aos meus olhos, uma pessoa bondosa e carinhosa. Marias há muitas, mas como a minha avó, nem tantas!
Quando a minha avó visito, olho profundamente para aquele enorme cadeirão na sala e recordo, dias que o meu avô lá passava sentado e, embora sendo cego, conhecia-me como ninguém. Quando eu era ainda pequeno e o meu avô punha a bengala no meu triciclo eu guiava-o com muito cuidado, pois sabia que ele era invisual. Recordo o sofrimento da minha avó, quando via que não podia fazer nada!
Sempre que vou visitar a minha avó, ela tem sempre que me dar qualquer coisa, rebuçados, guloseimas, chocolates e, claro, como sempre todas as avós fazem, dão dinheiro aos netos.
Embora todos nós gostemos da nossa avó também sabemos que qualquer dia não a poderemos ver mais! Afinal a vida é assim, por isso enquanto temos avó temos de nos divertir, brincar, sorrir e até chorar com ela.

Samuel 8ºA nº18

Vida
A vida é um poço de alegria e um poço de tristeza. São vários os dias em que uma pessoa se pergunta “O que ando aqui a fazer?”e noutros dias diz “Muito obrigado por me terem dado à luz”. Acho que é assim mesmo, temos de pensar sempre positivo e estar confiantes que dias melhores virão.
Tenho aprendido muito com estes 13 anos. Fizeram-me ver o bem e o mal o que está certo e o que está errado e também que temos de encarar tudo pela positiva, mesmo que as coisas sejam o contrário.
Sei que temos dias bons e outros menos bons.
Não é porque eu queira uma nota mas sim para um desabafo. Quando não tenho ninguém ao pé de mim, escrevo os meus sentimentos.
Este texto é dedicado à minha tia que faleceu.

Mariana nº 10 8º A

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s