2ª Edição

O casamento da franga

O galo e a galinha pretendem casar a sua filhinha mas necessitam de um noivo e de tudo o que faz falta para realizar o casamento. Muitos animais se prontificaram para ajudar: o gato, a cobra, o rato, o elefante, o leão, o morcego e o papagaio. Mas no final a boda acabou com tal desatino, veio o noivo e engoliu o padrinho!

Ler mais…

História das cinco vogais

Nesta história as letras vogais são apresentadas por cinco amigos alegres, curiosos e brincalhões que foram visitar o “Parque dos Fonemas”: a Inês, o Ulisses, a Olga, a Aida e o Egas. E que descobriram que os seus nomes começavam com os mesmos sons dos nomes de alguns animais: a Águia, a Iguana, o Urso, a Orca e a Égua. Cada Animal-Fonema está associado ao som da letra inicial, ao grafema correspondente, a uma História-Cantilena e a um gesto.

Ler mais…

A Capuchinho Vermelho

Certo dia a Capuchinho Vermelho, foi à floresta e ficou surpreendida com as coisas que se estavam a passar. Todos os animais estavam com problemas! A coelha estava velha, o esquilo sofria com dores, a galinha negava-se a cozinhar, a tartaruga fez uma operação, e assim, todos os animais tinham os seus problemas. No final, a Capuchinho Vermelho, depois de comer dois folares ficou também com dores nos molares!

Ler mais…

O casamento da gata

O Dom Gato e a Dona Gatinha organizam o casamento da sua filhinha. De entre a bicharada, o coelho oferece-se para noivo, os lobos para padrinhos, a mosca para cozinheira, a aranha para costureira, os grilos para formarem a orquestra, as borboletas para bailarinas e o melro para padre. Já bem tarde, quando o cortejo segue pelos campos fora, a aranha esfomeada quase come a mosca e um dos lobos vai-se ao coelho e quase o come.Então, o cortejo do casamento desorganiza-se. Os bichos começam a fugir com medo de serem comidos uns pelos outros. A noiva desiste do casamento, tira o vestido e o véu, e vai para o telhado namorar um belo gato malhado.

Ler mais…

O Patinho Feio

Esta história leva-nos a repensar o provérbio popular “os últimos, são muitas vezes, os primeiros”. Ensina-nos que, apesar das agruras da vida há que ter esperança e pensar que após “a tempestade chegará a bonança”. Nunca desistir, ser paciente, ser humilde, aceitar o outro assim como o próprio. O Patinho Feio era afinal um lindo cisne.

Ler mais…

A raposa, o galo e o Solidó

Conta-se que, certo dia, uma raposa faminta andava a rondar uma aldeia, quando um galo, descuidado, lhe caiu nos dentes. Preparava-se para comê-lo, quando este lhe apresentou uma proposta que a raposa achou aliciante… … Será que vai correr tudo bem? A raposa comerá um belo jantarinho?

Ler mais…

A História do Rei Dragão

Esta história incide sobre a vida feliz de uma família real que é ameaçada no dia em que o rei, ao encontrar um livro mágico, faz com este uma viagem a uma terra distante, onde encontra uma bruxa malvada. Deste encontro resulta um feitiço, no qual o rei é transformado em dragão. Este feitiço só poderá ser quebrado se a rainha beijar o rei.

Ler mais…

O galo cantor

O galo estava muito triste. O que tinha acontecido com a sua voz? Depois de passar o dia a cantar para chamar a atenção das galinhas novas, descobriu que a sua voz estava diferente! Quem lhe teria roubado a voz? É essa pergunta que ele faz ao pato, ao cão e depois à vaca. No final ele segue o conselho da vaca sábia e dorme uma bela noite de sono.

Ler mais…

O que aconteceu na lagoa?

Era uma vez uma lagoa muito bela. Ali viviam muitos animaizinhos e eram todos muito bons vizinhos e todas as manhãs saíam em busca de alimento. Contudo, algo de invulgar se estava a passar e ninguém sabia bem o que era. Alguns vizinhos começaram a mudar-se da lagoa e outros desapareceram.

Ler mais…

O gato das botas

Trata-se de uma adaptação do clássico conto “O gato das botas”, compilado por Charles Perrault, que segue os esquemas tradicionais deste género: em primeiro lugar, apresenta-se a acção e, finalmente, termina-se com um desenlace feliz. Na história, que se desenrola na Idade Média, destaca-se sobretudo a ingenuidade do protagonista, um gato muito especial que, com as suas acções imaginativas, transforma o seu amo num homem rico. São constantes os elementos mágicos e fantásticos, também propícios deste tipo de narração.

Ler mais…

O sapateiro pobre

A história é passada numa pequena e pobre casa de família, pai, mãe e dois filhos, que apesar de pobres, viviam muito felizes, tinham tudo o que era preciso. Tinham saúde, trabalho e amor, muito amor uns pelos outros, daí a paz e harmonia naquela casa. Um dia o vizinho rico que vivia mesmo em frente, dá um saco com dinheiro aquela família, a partir desse momento perdesse a alegria e começa a haver desentendimentos uns com os outros.

Ler mais…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s