Escrita sofrida…

florbelaA imensidade do amor cabe num verso de Florbela Espanca. Sentimento absoluto e vital que a impulsiona e lhe condena a existência em desilusões constantes. Viveu 36 anos de escrita sofrida. Nasceu e morreu a 8 de dezembro…
Florbela Espanca viveu uma vida infeliz, de amores atribulados e desgostos violentos, como o suicídio do único irmão. No amor e na Dor – com maiúscula, como por vezes escreve – encontra a inspiração “pura e perfeita” que a fazem única e especial na literatura portuguesa do início do século XX. Ler+

 

Advertisements

Sobre reporteressl

jornal escolar
Esta entrada foi publicada em Cultura, educação, Literatura, Português. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s