Escrita sofrida…

florbelaA imensidade do amor cabe num verso de Florbela Espanca. Sentimento absoluto e vital que a impulsiona e lhe condena a existência em desilusões constantes. Viveu 36 anos de escrita sofrida. Nasceu e morreu a 8 de dezembro…
Florbela Espanca viveu uma vida infeliz, de amores atribulados e desgostos violentos, como o suicídio do único irmão. No amor e na Dor – com maiúscula, como por vezes escreve – encontra a inspiração “pura e perfeita” que a fazem única e especial na literatura portuguesa do início do século XX. Ler+

 

Sobre reporteressl

jornal escolar
Esta entrada foi publicada em Cultura, educação, Literatura, Português. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s